quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Viagens


Para uma krud como eu, viajar não é uma coisa simples. Gosto de levar minhas sementes para germinar, as frutas secas, as nozes e, muitas bananas. Sempre quis conhecer Nazaré Universidade da Luz, a Uniluz, uma escola de desenvolvimento integral do ser humano em São Paulo. Combinei várias veses de ir e acabei tendo que adiar. Com o curso Gaia, que fiz neste último semestre, escolhi esse espaço para fazer o estágio exigido pelo curso. Passei um semestre imaginando como seria para me virar num lugar onde não seria possível fazer minhas comidinhas por 5 dias. Quase desisti, e cheguei a fazer um estágio no Rio como garantia. Depois de esquematizar minuciosamente o que levaria, tomei uma decisão: não vou levar nada! Vou para um lugar que sei que tem uma horta maravilhosa e vou me adaptar ao que der e vier. Adorei a experiência. Sobrevivi! Só fico triste de ver que tem muita gente que pensa que ser krudívoro é comer apenas muita alface...

2 comentários:

pfefer disse...

Ines qualquer radicalismo é escravizante e portanto limitador. Vc. que se alimenta de forma natural, deve concordar comigo !!! Além disso, sentir falta, saudades ou necessidades é muito bom prá valorizarmos aquilo que de fato gostamos

Sylvia Braconnot disse...

Mãe,
há algum tempo não passava por aqui. Delícia, delícia, delícia...Vc me conhece: sempre deixo para mais tarde aquilo do que gosto... bem, passo para lembrá-la de que o nome daquela beringela é Sylvia!! hahahahahaha te amo e muito obrigada pelos dias deliciosos que passamos juntas.