sábado, 22 de agosto de 2015

My cheese plate


Ontem tivemos que apresentar um projeto para um prato de queijos. Uma semana pensando, sentindo, lembrando, colhendo, sofrendo para sintetizar num prato tudo isso e muito mais... e, na ultima hora ficar sabendo que tínhamos meia hora para estar com ele pronto. Mesa limpa, sala limpa e você composta e sorridente para apresentar suas ideias para os convidados. Sabe o filme a fuga das galinhas? Se não sabe, vai ver... imperdível!!! Pois éhhh, foi assim que nos sentimos....kkk.
Eles chegaram exatamente meia hora depois e vai saber como é que conseguimos...
Mas, sabe aquela sensação de estar onde queria estar? Pois éhhh, sempre gostei de uma gincana, desde pequena e agora brinco onde queria estar: pintando aromas, cores, texturas e sabores.

... uma hora depois...


 Fim de festa e muita coisa para arrumar!!!

domingo, 16 de agosto de 2015

Desenho do dia

Pensar ou desenhar? Sei lá! Me perguntaram como faço meus pratos e me lembrei de uma fase em que acordava e pintava elefantes indianos cheios de jóias na cabeça e tapetinhos nas costas. Adorava fazer isso. Cada dia um detalhe diferente, uma cor nova ou textura inusitada em cima da mesma forma. Nunca fiz um desenho antes dessas pinturas. Elas chegavam junto com o sol e o novo dia...
Agora faço a mesma coisa com os pratos. Abro a geladeira, tiro tudo de dentro e coloco em cima da bancada e vou desenhando...

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Panna non Cotta


Uma aula interessantíssima onde todos os alunos tinham que criar algo diferente em cima de uma receita original. 9 alunos, 9 ideias diferentes, 9 maneiras de visualizar o resultado final... Dividiu-se o grupo e ficaram 3 grupos para cada um realizar uma receita. Muita troca de ideias para o molho, para a espuma e para a panna cotta. E no final, "plating"! Cada uma das três pessoas tinha que montar seu prato. O resultado? Um festival de belezuras, todas completamente diferentes!!!

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Surpresas


Não canso de me surpreender com a capacidade criativa do ser humano. Há 15 anos, quando comecei com essa alimentação vegetariana e crua, pouca gente sabia do que se tratava. Não haviam muitos livros para ajudar a sobreviver nessa senda e cada um tinha que arregaçar as mangas e inventar suas próprias comidinhas. Mas o campo se abriu e rapidamente começaram a aparecer novidades. Um criava um suco diferente e gostoso, o outro uma sopa, uma torta ou um brigadeiro... Todos quebrando paradigmas, desafiando as tradições e conquistando cada centímetro em direção a essa nova alimentação.
Hoje aprendi a fazer um pão que era impossível de ser feito há cinco anos atrás.

Vim fazer esse curso de gastronomia em LA, onde pessoas do mundo todo vem para aprender essa arte. E estou adorando!

As pessoas inventam os caminhos onde querem caminhar...

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Matthew Kenney


 Faço pesquisas e crio receitas da gastronomia vegetariana e crua há 15 anos e muitos me chamam de Chef. Mas, nunca frequentei uma escola de gastronomia para conhecer mais a fundo áreas onde não tinha intenção de atuar.
Mas, a vida é engraçada e tudo muda o tempo todo... Então, vim para LA onde acabo de completar o primeiro nível deste curso maravilhoso. Sim, acompanho o Matthew Kenney há anos e admiro muito a qualidade de sua pesquisa. Considero seus pratos verdadeiras obras de arte.

Amando aprender tanta coisa, fazer novas amizades e principalmente, caminhar um novo caminho!


Agora, pronta para começar o Nível 2.

sábado, 4 de julho de 2015

Cozinha Sem Fogão

Já me alimentava só vegetais crus há mais de oito anos, quando li uma notícia incrível onde alguns Chefs renomados na Europa se uniram para quebrar o tabu em torno dos vegetais. Diziam que se uma alface recebesse a mesma atenção que um prato tradicional de carne, isso a tornaria uma estrela em qualquer restaurante onde a gastronomia fosse a meta original*.

Como já fazia pesquisas com a gastronomia vegetariana e crua e só usava meu fogão para guardar forminhas, me apaixonei pela ideia de fazer esse livro com as técnicas básicas e receitas fáceis para quem quisesse experimentar esse caminho.



E agora ele está pronto. Estou muito feliz e espero que ajude outras pessoas a criar novas delícias!

Ps: * Guardei a notícia mas não o nome dos chefs. Se alguém lembrar, me conta, please!!!


Antes de ter um livro em minhas mãos, recebi uma foto dele no stand do Senac na FLIP -  Festa Literária Internacional de Parati.


domingo, 7 de junho de 2015

Verde e Amarelo

Passei uma semana testando novas ideias, e, por alguma razão que desconheço, a palheta teimou  em ficar presa ao verde e amarelo.
Confesso que adoro essas cores. Posso mesmo dizer que estão no topo das minhas favoritas.
Para mim, a Vida!!! As plantas e o sol...

Fiz um vídeo enquanto preparava essa sobremesa. Assim que estiver editado, coloco aqui com a receita!

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Semana do Açúcar


Amanhã vou participar da Semana do Açúcar com um video onde mostro como saciar nosso desejo pelo sabor doce usando açúcares naturais.

Sim, quero aproveitar que estamos falando deles para fazer sobremesas deliciosas sem que seja necessário fazer uso dos açúcares que passam por processos industriais de desnaturação  ou dos adoçantes sintéticos, feitos em laboratórios e que não são alimentos. Essas são as receitas que mostrarei como fazer no vídeo.


Aproveito também para falar da gratidão pelas experiências sensoriais que podemos vivenciar com a ingestão dos alimentos. Lembrando que todos os alimentos são sagrados e nos afetam de muitas formas. Adoro os vegetais crus porque estão bem próximos de suas fontes de energia e são especiais para ajudar nessa conexão.

Essa sobremesa que chamo de Sopa de Frutas na verdade é uma outra versão da nossa velha saladinha de frutas. Mas, vale a dica para você se divertir desenhando uma composição nova todos os dias! 

SOPA DE FRUTAS

ingredientes para 2 porções
para a sopa:
400 gramas de  manga sem fios
50 gramas de damascos  
100 gramas de abacaxis em rolinhos
½ xícara de lâminas de coco raspadas com uma colherinha pequena.
uvas verdes claras e vermelhas escuras
calda de chocolate (mel e nibs batidos)
folhinhas de hortelã
nozes para decorar
modo de fazer:
cortar o abacaxi em rolinhos.
bater os damascos com a manga no liquidificador e dividir em dois pratos fundos.
arrumar as frutas de forma a criar um movimento colorido sem cobrir completamente o amarelo da manga.
passar um fio de calda de chocolate e salpicar de nozes.

Uma verrine é um copinho de vidro. É uma opção bem simpática para um lanchinho com os amigos, como sobremesa ou como um SOS para a hora das grandes  carências... 

GOIABADA NA VERRINE

ingredientes para 4 porções
para o creme:
450 gramas de goiabas vermelhas e bem maduras
200 gramas de passas brancas
modo de fazer:
lavar bem as goiabas e as passas.
bater as goiabas no liquidificador aos pedaços.
espremer na peneira de pano n°2.
bater a polpa obtida no liquidificador com as passas úmidas até obter um creme liso.
encher os copinhos deixando espaço p ara o creme de castanhas de caju cruas.

para a cobertura:
250 gramas de castanhas de caju cruas
250 ml de água de coco
15 ml de mel
modo de fazer:
Lavar as castanhas em três águas. Deixá-las de molho por 2 horas em água filtrada.
Bater no liquidificador as castanhas, a água de coco e o mel.
Colocar sobre a goiabada e servir.

Ps: por ser muito doce, não barbariza!!!



O bom dessa receita é que além de ser uma delícia, pode variar de mil maneiras. Para isso, basta trocar as castanhas do Pará por nozes e/ou as tâmaras por passas e/ou o coco por bananas e/ou ...

TORTINHA DE COCO

ingredientes para 2 porções
para o recheio:
200 gramas de coco ralado fresco
40 gramas de maçã desidratadas
20 gramas passas brancas
15 ml de limão
1 ameixa para enfeitar
raspa de limão
para a massa:
150 gramas de castanha do Pará transformada em farinha grossa
150 gramas de tâmaras.
60 ml de água
6 gramas de cacau em pó orgânico
0,30 gramas de sal marinho
2,5 ml de extrato de baunilha
20 gramas de passas pretas - opcional
modo de fazer:
Misturar os ingredientes da massa e enformar.
Colocar no desidratador por 2 horas e desenformar.
Bater no mini processador os ingredientes do recheio sem as raspas de limão e a ameixa.
Hidratar a ameixa por uma hora.
Rechear a torta com o creme de coco e enfeitar com as raspas de limão e a ameixa sem caroço.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Semana do Açúcar

Não deixem de participar da Semana do Açúcar onde reunimos especialistas que conseguiram mostrar o efeito devastador que ele tem sobre nossa saúde.É importante ter consciência do que está acontecendo para poder construir hábitos mais saudáveis.
Vem, vou ensinar três receitas deliciosas para você usar os adoçantes naturais que eles recomendam!!!!!! 



terça-feira, 5 de maio de 2015

Semana do Açúcar!!!


Já ouviram falar da Semana do Açúcar? São cinco dias de palestras sensacionais para falar só sobre a questão do açúcar. Tudo digital para ser visto pela internet.

Você pode estar me perguntando se o açúcar é uma “questão” e eu vou te responder que sim, pois no CINAI – PRIMEIRO CONGRESSO DA ALIMENTAÇÃO INTELIGENTE, foi a palestra mais assistida com mais de 5000 acessos! Ao final, quando fizemos uma pesquisa para saber qual o assunto que os participantes gostariam de aprofundar seus conhecimentos, a maioria das pessoas entrevistadas pediu para esclarecer mais o tema dos açúcares.

Portanto, não deixe de assistir à aula de abertura da Semana do Açúcar. Foi sensacional e mostra bem o quanto o assunto é uma “questão” importante e atual que vale a pena se tornar bem ciente.


Vai lá, você vai descobrir muitas informações importantes que ainda estão ocultas e que precisam vir à tona para que possamos cuidar melhor da nossa saúde e da de nossos queridos.


Eu, que gosto de pesquisar alimentos nutritivos e belos além de deliciosos, estou participando para dar algumas ideias de como utilizar os açúcares naturais, primários e mais indicados para promover sua saúde.



SÃO PALESTRAS LIBERADAS O DIA INTEIRO, UMA POR DIA, DURANTE 5 DIAS!!!

domingo, 26 de abril de 2015

Beterraba

Beterraba é assim: cor de sangue, doce, atraente, perfumada. Impōe respeito, evoca símbolos poderosos e é DELICIOSA!!!

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Sopros

Os chineses chamam de sopros ou espíritos tudo o que nos envolve, nos toca e nos sensibiliza. Para percebê-los, precisamos estar alertas e presentes em nossos sentidos, nossas antenas, os captadores de sensaçōes. 

Quanto mais ligados conseguirmos ficar, mais profundamente os impulsos poderão chegar...

terça-feira, 31 de março de 2015

Adivinha!!

Você consegue adivinhar o que é isso? 



GOIABADA!!! A fruta da estação, pura paixão!!

Sou tão apaixonada por ela que resolvi me aventurar e procurar um caminho para uma outra memória afetiva que me atormenta...rsrsr

Sabe aquele bolo de rolo pernambucano? Sim, aquele que por decreto de lei foi considerado Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado de Pernambuco! Pois éhhh, mais que merecido, pois para mim é uma obra de arte! AMO! 

Quero um bolo de rolo raw. Um bolo sem farinha de trigo, sem glúten, sem açúcar, sem ovos, sem manteiga. Apenas goiabas, passas, amêndoas, girassol, cenoura, sal e limão.



Só que o rolo ficou quadrado!kakakak

Só não digo que foi um desastre total porque estava delicioso!!! 

Um dia chego lá!

quinta-feira, 26 de março de 2015

Carne? kkk


Coloquei esta foto no Instagran ontem e vária pessoas me escreveram para saber que carne é essa. Morri de rir e adorei. Afinal, meu trabalho é esse: criar com os vegetais, só vegetais e crus, algo que sinto falta de comer porque comia e gostava daquele que minha mãe fazia. Sempre imagino que se eu sinto falta, muitas pessoas também devem sentir e que isso seria mais uma dificuldade para largar um antigo hábito. Então, faço uma almôndega de girassol germinado. Simples assim e deliciosa!!!

Almôndegas de girassol germinado

Ingredientes para umas 30 bolinhas:
250 gramas de sementes de girassol sem casca germinado.
1 colher de sopa de shoyu
1 colher de sopa de suco de limao
100 gramas de cenoura
1 colher de sopa de Sumak.
2 cm de pimenta dedo de moça fresca ( eu gosto de pimenta)
1 colher de café de sal do Himalaia

Modo de fazer:
Germinar as sementes lavando-as bem em água corrente. Cobrir as sementes com água e deixá-las de molho por 6 horas. Lavá-las bem e deixar sobre uma peneira por mais 4 horas.
Bater todos os ingredientes no liqüidificador com um mínimo de água.
Fazer bolinhas e colocá-las no desidratador a 42°C por umas 4 horas ou o tempo suficiente para dar uma boa secada na água que se adicionou. 
Abri as bolinhas em quatro e coloquei uma pequena porção de mostarda e servi sobre uma salada.




quarta-feira, 18 de março de 2015

Sim, podemos



transitar sem modelos ou referências, pensar que o céu não é o limite e que nada nos impede de inventar um novo caminho a cada momento.
#tudibom!